Compliance Uma atuação empresarial séria e reta é, sem dúvida, o objetivo de qualquer negócio que deseja se manter competitivo e respeitado no mercado. No entanto, garantir a regularidade da empresa, obedecendo todas as normas e regulamentações atinentes ao seu ramo de atuação exige um esforço contínuo, e que parte não só dos líderes, mas de todos os membros da organização. Nesse contexto, uma cultura do compliance é fundamental.

Boas práticas relacionadas a essa importante medida evitam problemas legais e contratempos que podem prejudicar as atividades e a imagem da empresa. Dada a importância desse assunto, neste post, vamos elencar 6 ações que ajudarão a sua companhia a se manter livre de infortúnios legais. Acompanhe!

1. Disseminar a cultura do compliance

O ponto de partida para evitar problemas legais na empresa e fortalecer o ideal de governança corporativa é disseminar a cultura do compliance por todos os setores do negócio.

Tornar os expedientes de fiscalização e accountability parte integrante da rotina dos colaboradores, gestores e líderes faz com que esses processos se incluam na cultura da empresa e, com o tempo, se tornem mais orgânicos e eficientes.

2. Demonstrar os benefícios de agir em conformidade com as leis

Trazer o compliance para dentro de uma empresa envolve uma série de mudanças, sobretudo, de postura dos seus membros. Por isso, deixar claro quando essa medida pode otimizar os resultados do negócio é fundamental.

Para tanto, deixar claro os benefícios de ordem prática dessa ação é o caminho mais curto para engajar os envolvidos e acelerar o processo de adaptação com os novos expedientes que eventualmente possam surgir.

3. Mapear e monitorar os processos

Para evitar problemas na empresa, especialmente do ponto de vista legal, é indispensável estabelecer uma cultura de monitoramento dos processos. Rotinas administrativas e burocráticas, como formulação de relatórios e estatísticas, embora cansativas, são essenciais para mapear e identificar inconsistências no negócio e que podem gerar algum tipo de problema com órgãos públicos, clientes e agências reguladoras, por exemplo.

Sendo assim, monitore tanto quanto possível os processos da sua empresa. Assim, certamente os erros poderão ser rapidamente identificados e solucionados, antes que causem problemas mais graves.

 4. Permitir a participação de todos

O sucesso do compliance é proporcional ao nível de engajamento e participação dos membros da empresa. Isto é, quanto mais integrantes da empresa o colocam como prioridade, mais eficiente o programa se torna e melhores são os resultados.

Nesse contexto, é imprescindível trabalhar para que todos tenham voz ativa na condução do programa de compliance. Colaboradores, líderes, gestores e demais envolvidos devem ter a oportunidade de opinar, questionar e denunciar possíveis erros, sempre buscando a máxima performance das ações.

Leia também:  Medidas de Fronteira

5. Promover a transparência

A consciência coletiva de que é preciso agir de maneira proba e transparente é também um fator de suma relevância para a internalização da cultura do compliance. Esses valores devem ser promovidos diariamente, seja por meio de interações simples, seja em eventos destinados especificamente para essa finalidade.

O importante é que a transparência seja uma meta dentro da empresa, partindo dos mais altos postos até a base que sustenta as suas atividades. Nesse ponto, a comunicação deve ser a mais limpa possível. Isso evita desconfiança e ruídos na comunicação que geram erros e mal-entendidos.

6. Buscar as pessoas certas e os recursos adequados

Outra medida crucial para evitar que a empresa enfrente problemas legais é contar com o apoio das pessoas e recursos adequados para a correta implementação do compliance.

Nesse contexto, o auxílio de profissionais como advogados e contadores, conhecedores dos expedientes tributários envolvidos nas atividades da empresa, representa um reforço significativo na hora de manter a regularidade do negócio, atendendo de maneira adequada às constantes inovações legislativas de que são alvo.

Por fim, como vimos, a cultura do compliance pode ser reforçada com algumas medidas simples. Estar atento a cada uma delas certamente garantirá o sucesso da governança corporativa e, mais que isso, reduzirá sistematicamente a probabilidade de problemas legais dentro da empresa.

Gostou deste post? Quer manter-se atualizado e informado com os melhores conteúdos jurídicos? Assine a nossa newsletter e receba nossos artigos direto no seu e-mail!